Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Um Sorriso faz toda a diferença

Que é muito bom recebê-lo, disso todos sabem, principalmente quando ele vem de alguém que gostamos muito, mas agora essa influência passou a ter caráter científico.
A Influência do Sorriso
A Influência do Sorriso
Pesquisadores afirmam que como os humanos são seres sociais, receber um sorriso gera a sensação de felicidade e também de importância a nós e a falta deste sentimento pode gerar complicações psicológicas que podem se manifestar também no corpo. A pesquisa foi feita da seguinte forma, foram escolhidos alguns participantes do campus da Universidade Purdue, Indiana, EUA, mas nenhum dos participantes sabia que estavam sendo entrevistados e logo em seguida um estranho passava por muitas pessoas cumprimentando-as de maneira formal, dando a elas um sorriso ou simplesmente passando reto. Imediatamente após o feito, uma pessoa chegava até elas com um questionário social, para saber a sensação de conexão com as pessoas e adivinhem só, os que receberam um sorriso ou aceno se sentiram bem socialmente, enquanto os que foram ignorados ou não encontraram com o estranho se sentiram mais excluídos.

A Interferência do Ambiente nas Noções de Sociabilidade

A Influência do Clima nas Noções de Sociabilidade
A Influência do Clima nas Noções de Sociabilidade
Essa é uma questão cultural e também habitual, é muito comum em grandes centros urbanos como São Paulo, por exemplo, as pessoas serem frias umas com as outras, pois vivem de forma acelerada e temem constantemente riscos à sua própria segurança, enquanto em cidades do interior e no litoral as pessoas costumam ser mais receptivas e agradáveis. Há quem diga que fatores climáticos interfiram nesse comportamento, exemplo disso, é a percepção britânica de sociedade comparada com a dos latinos.

O Contraste do Sorriso e seus Malefícios

O Contraste do Sorriso e seus Malefícios
O Contraste do Sorriso e seus Malefícios
Enquanto pessoas sorridentes que transmitem amor e outros bons sentimentos vivem de maneira plena, pessoas solitárias expressam os malefícios deste sentimento até mesmo na própria saúde. Um exemplo de problema ocasionado pela solidão é o endurecimento das artérias, que gera inflamações pelo corpo, problemas de memória, cognitivos, de aprendizagem e também pressão alta. Pesquisadores da UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles) mostraram que o sistema imunológico muda com o tempo em que as pessoas passam por períodos prolongados de solidão, alguns genes, sendo a maioria deles ligados a respostas antivirais e à produção de anticorpos, entram em super atividade em pessoas socialmente isoladas, o que leva a uma disfunção de boa parte das defesas naturais do corpo e das tarefas do organismo. Segundo estes pesquisadores, a capacidade imunológica do corpo humano é limitada, ele precisa escolher entre lutar contra a invasão de bactérias ou contra ameaças virais e como o solitário tende a ver o mundo como um lugar ameaçador, o corpo foca as atenções contra as invasões externas de bactérias, abrindo caminho para ação dos vírus. É nesse momento que o problema fica mais intenso, aumentando o risco do surgimento de infecções, doenças no coração e até tumores cancerígenos. A solidão deixa o solitário mais inseguro e infeliz, e o corpo sabe interpretar estes sinais.

Sorria!

Sorria!
Sorria!
Embora nas ruas a maioria da pessoas ande como se não se importasse com ninguém, não é difícil estampar um sorriso, ainda que amarelo, no rosto, afinal não custa ser um pouco mais amigável.

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.