Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Ronaldo Gomes concede entrevista ao vivo e afirma: 'Luzilândia estava no buraco'

O prefeito reconheceu as dificuldades enfrentadas e pediu paciência ao povo de Luzilândia

Ao se aproximar do sexto mês à frente da Administração Municipal, o prefeito Ronaldo Gomes (PTC) concedeu entrevista ao vivo à Rádio Vale do Parnaíba e afirmou que sua maior determinação, hoje, é tirar "Luzilândia  do buraco". A entrevista foi concedida após a solenidade na Câmara Municipal que empossou os candidatos aprovados (apenas 74 pessoas) no concurso público realizado pela ex-prefeita Ema Flora Barboza de Souza, contratação ordenada pelo Tribunal de Contas do Estado do Piauí - TCE-PI.

 
Segundo o prefeito, os débitos deixados por Administrações anteriores se avolumaram de tal forma que tem deixado o município inviável e impossibilitado de realizar convênios e receber emendas parlamentares, por exemplo. De acordo ainda com o prefeito, a Prefeitura de Luzilândia está como o seu CNPJ "negativado" pelos desmandos praticados no passado, que colocaram o município inadimplente perante os órgãos estaduais e federais.
 
O prefeito reconheceu as dificuldades enfrentadas e pediu paciência ao povo de Luzilândia para que ele tenha mais tempo para regularizar todas as questões pendentes como as dívidas junto à Agespisa, Eletrobras, FGTS, INSS e Empréstimos Consignados, que são milhões de reais em dívidas e que colocaram a Administração em extrema dificuldade. Só na Eletrobras foram R$ 22 milhões de reais em dívidas acumuladas por todas as Administrações passadas.
 
Quanto aos Empréstimos Consigados, as Administrações passadas descontavam dos servidores e não repassavam aos bancos, criando uma "ciranda financeira" que acabou "estourando" nas mãos do atual prefeito, que agora está sendo cobrado com as respectivas correções. O prefeito disse que está negociando para que tudo isso possa se normalizar.
 
Na entrevista, o prefeito disse ainda que foi advertido por um amigo de que estava no momento "desacreditado" pela população de Luzilândia. Ele reconheceu. Mas, afirmou que todas as pendências estão sendo superadas aos poucos, porque as dívidas o impedem de receber recursos, ficando a prefeitura impedida de contratar em virtude dos débitos milionários e para fazer investimentos em obras e serviços públicos.

Fonte: JL

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.