Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Agressões Verbais em Frente a Prefeitura de Luzilândia viraliza em vídeo nas redes sociais

Um vídeo que circulou nas redes sociais durante esta semana demonstra um clima tenso entre as envolvidas, em menos de dois meses da atual gestão do município, o gestor que tem procurado - bom que se diga - com afirmações firmes tentar solucionar problemas deixados pelas gestões anteriores, que se digam urgentes na cidade. Como por exemplo, colocar os órgãos públicos para funcionar regular e adequadamente.

Mas segundo informações, alvos de muitos comentários nas redes sociais, um restrito grupo politico insiste em lutar contra as referidas ações do prefeito. As acusações dizem respeito a pessoas da própria gestão que tentam a todo custo chamar a atenção pra si perante a Administração, colocando em segundo plano as orientações e as determinações do prefeito, que tem agido de forma conciliadora para governar para todos, ou seja sem privilégios.

Na ultima quinta-feira (09/02), na entrada do prédio da Prefeitura Municipal de Luzilândia duas mulheres entraram em um confronto verbal, o que ocasionou uma discussão agressiva e forte sobre a referida administração publica. Chegando quase às vias de fato. Não vamos aqui divulgar nomes, preferimos seguir a ética profissional, até porque não temos essa autorização. Sabe-se que as mulheres são bem conhecidas por todos os Luzilandenses afinal, ocupam cargos públicos.

Mas, nas agressões, de um lado, uma das mulheres defende a administração do atual prefeito. Que estaria sendo prejudicada por interesses antagônicos e contrariados de aliados, causando terror em funcionários e em órgãos públicos municipais. 

Segue alguns trechos proferidos durante a discussão:

"Te odeio, tu vive massacrando as pessoas... Ela derrota todo mundo..." (Uma das acusações pronunciadas na discussão por uma das mulheres).

Posteriormente uma ameaça a outra: "Eu vou te botar na cadeia..." A discussão começou ainda fora do prédio da prefeitura e continuou ainda em suas dependências,  nas imagens do vídeo percebe-se a  intervenção de funcionários e pessoas presentes, pois estariam a prejudicar os trabalhos naquele recinto.

A menor e talvez menos ofensiva palavra de baixo calão ouvida durante a discussão gravada pelo vídeo foi "vagabunda" - expressão pronunciada por ambos os lados.

Ainda não se sabe quem gravou o vídeo que viralizou e foi alvo de muitos comentários em toda a região.

Segue o vídeo:


video


Com informações de JL/ Ivo Júnior

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.