Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Festas Juninas e Julinas: brinque com tudo, menos com a energia elétrica!

Tradição é assim: um costume que passa de geração em geração até virar um hábito que mal se sabe a real origem. As Festas Juninas e Julinas já deixaram de ser um conjunto de celebrações eminentemente religiosas e se tornaram uma paixão nacional, a melhor época para saborear os quitutes da roça e viver a inocência do campo.


Mas um costume que não pode ser tradição é o descaso com o uso da energia elétrica em meio às brincadeiras nos “arraiás”. Para que só a alegria e a diversão imperem nas Festas Juninas e Julinas, é preciso levar a sério as recomendações da Eletrobras Distribuição Piauí e tomar os cuidados necessários.
Para começar, a decoração habitual das Festas Juninas e Julinas, com as bandeirinhas, faixas e outros materiais, deve ser feita de modo que não haja contato com a rede elétrica. Os barbantes devem ser amarrados em árvores ou pilastras distantes da fiação. No caso de um curto-circuito, o material inflamável pode pegar fogo e gerar um incêndio. O mesmo alerta vale para quaisquer outros adereços e, sempre vale lembrar, que materiais metálicos não devem ser usados na decoração das festividades em hipótese alguma.
Os fogos de artifício também compõem o repertório das Festas Juninas e Julinas e, dada a sua natureza explosiva, por si só exigem um manejo profissionalizado. Além de mantidos longe do alcance das crianças, os fogos devem ser queimados em locais abertos, longe dos postes, transformadores e outras estruturas.
Mas em Festa Junina e Julina que se preze não pode faltar a fogueira e, neste quesito, o cuidado deve ser redobrado: a lenha utilizada deve estar seca e montada sobre uma base de areia, quando o “arraiá” acontecer no asfalto. Jamais faça fogueira debaixo da rede elétrica. O calor das chamas danifica os cabos de energia, o que pode incorrer em incêndios e interrupção do fornecimento.
Dos vários elementos típicos da Festa de São João, Santo Antônio e São Pedro, um que está fora de questão é o balão. Soltar balões é crime: levados pelo vento, eles podem causar incêndios de grandes proporções se caírem em subestações e sobre a rede elétrica.


Mesmo com todas essas dicas, situações imprevistas podem acontecer e é possível que ainda assim ocorram acidentes. Nestas circunstâncias, a orientação é manter a calma e acionar a Eletrobras Distribuição Piauí e os serviços de emergência. “No caso de um fio partido, a área deve ser isolada pra que as pessoas não se aproximem.
Não se deve retirar objetos ou pessoas que estejam em contato com fios da rede elétrica sem as proteções necessárias ou sem o acompanhamento de um profissional qualificado.
Para reforçar junto à população o uso dessas dicas, a Eletrobras Distribuição Piauí divulga a partir do próximo dia 24 uma campanha nas rádios e na internet voltada especialmente para garantir que os “arraiás” nos meses de junho e julho ocorram sem acidentes envolvendo energia elétrica.


Fonte: Eletrobras Piauí

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.