Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

MENSAGEM DE ANO NOVO


Lembro-me que no ano passado nesta mesma data desejei com toda intensidade que passasse logo, dizem que não é bom desejar que o tempo passe rápido mais assim o fiz, com fé que este tal 2016 fosse um ano bom e foi, por que não dizer que foi sim o ano das mudanças significativas, onde fiz amigos, brinquei, aprendi, evolui particularmente, fiz de mim mesmo um estudo e descobri o quanto sou feliz em ter ao meu lado pessoas que eu estimo, família a base de tudo. 



Nele me defrontei com os mais complexos problemas e venci, posso dizer, sim valeu a pena. Hoje estou mais forte graças a Deus. Agradeço ao mesmo por tudo, que o arquiteto da vida construa para nós uma casa onde residam 2017 motivos para ver o mundo por um olhar multifocal.

Devemos conduzir de forma humilde essa efêmera viagem chamada vida. Que sejamos intrépidos durante este novo ano que está por vir ao nascer de uma próxima aurora sejamos intrépidos nas intempéries que forem colocadas em nossas vertentes. Que Ele faça de nossos sonhos coisas tangíveis  que desejamos avidamente. 

De repente, num instante fugaz, os fogos de artifício anunciam que o ano novo está presente e o ano velho ficou para trás. De repente, num instante fugaz, as taças de champanhe se cruzam e o vinho francês borbulhante anuncia que o ano velho se foi e ano novo chegou.

Rapidamente, os olhos se cruzam, as mãos se entrelaçam e os seres humanos, num abraço caloroso, num só pensamento, exprimem um só desejo e uma só aspiração: PAZ E AMOR. De repente, não importa a nação, não importa a língua, não importa a cor, não importa a origem, porque todos são humanos e Descendentes de um só Pai, os homens lembram-se apenas de um só verbo: amar. 

De repente, sem mágoa, sem rancor, sem ódio, os homens cantam uma só canção, um só hino, o hino da liberdade. De repente, os homens esquecem o passado, lembram-se do futuro venturoso, de como é bom viver. De repente, os homens lembram-se da maior dádiva que têm: a vida. De repente, tudo se transforma e chega o ano radiante de esperança, porque só o homem pode alterar os rumos da vida. De repente, o grito de alegria, pelo novo ano que aparece. FELIZ ANO NOVO! São os votos de toda equipe do Blog Na mira da mídia!

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.