Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Maioria dos brasileiros desconhece sua taxa de colesterol

Pesquisa indica que menos da metade da população adota hábitos saudáveis para evitar o problema

O estudo intitulado Coração sob Controle, realizado em agosto deste ano pelo Ibope, revela que mais da metade das pessoas acima de 40 anos desconhece a sua taxa de colesterol. O estudo foi financiado pelo Pfizer Consumer Healthcare e os resultados foram divulgados essa semana pelo Instituto.
Após coletar entrevistas de 2002 pessoas em todas as regiões do Brasil, os cientistas descobriram que 62% dos entrevistados não sabiam qual era a sua taxa de colesterol. Apesar de a maioria dos entrevistados garantirem estar dispostos a adotar uma dieta mais saudável (87%) e a fazer exercícios (79%), na prática apenas 24% comem seis porções de frutas e verduras diariamente e somente 32% se exercitam durante 30 minutos diários cinco vezes por semana.
Segundo os autores da pesquisa, os resultados refletem a dificuldade de adotar um novo estilo de vida. Eles afirmam que o colesterol elevado é um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares, especialmente em pessoas acima de 40 anos. Adotar uma dieta balanceada e praticar atividade física é fundamental para evitar o problema.

Sete hábitos que ajudam a equilibrar o colesterol

Segunda a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 17 milhões de pessoas morrem a cada ano em consequência de doença cardiovascular, sendo que o colesterol elevado é um dos principais fatores de risco dessa doença. O LDL (colesterol ruim) não pode ficar alto, porque entope os vasos. Já o HDL (colesterol bom) ajuda a tirar o colesterol ruim dos vasos. Se você ainda não sabe como andam as suas taxas, procure um médico e faça os exames. Independente do resultado, confira alguns hábitos que ajudam a prevenir ou - para aqueles que já receberam o diagnóstico - controlar a doença:

Troque a carne por peixe

O ômega 3 presente no peixe é uma gordura boa, do tipo insaturada, que reduz os níveis de colesterol e triglicérides do sangue. Além disso, o nutriente evita a formação de coágulos que podem obstruir vasos e causar um infarto.

Pratique exercícios

"Praticar exercícios físicos regularmente é uma maneira eficaz de aumentar a queima de gordura corporal, reduzindo o mau colesterol (LDL)", aponta o educador físico Daniel Magnoni , especialista do Minha Vida.

Coma mais fibras

As fibras diminuem a absorção de gorduras pelo organismo, reduzindo o nível de LDL. "Elas também aumentam a excreção de colesterol na forma de bile", esclarece o especialista. Assim, prefira alimentos integrais e consuma frutas com a casca, sempre que possível.

Largue o cigarro

O cigarro age acelerando o aparecimento da aterosclerose, acúmulo de substâncias gordurosas no interior das artérias. Ou seja, os riscos de entupimento de um vaso ficam ainda maiores, aumentando a probabilidade de má circulação e até de um infarto.

Adicione aveia às refeições

A aveia promove a sensação de saciedade por mais tempo, melhora a circulação, controla a quantidade de açúcar do sangue e ainda diminui a absorção de gordura pelo corpo, explica o cardiologista. Tudo isso ocorre graças a uma fibra chamada beta glucana, presente nesse alimento.

Escolha alimentos à base de soja

Os alimentos à base de soja não só combatem o colesterol ruim como ainda aumentam o colesterol bom, conta Daniel Magnoni. Use a criatividade e prepare refeições ricas nesse alimento

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.