Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

‘Profissão Repórter’ vai mostrar surto de sarna no presídio de Esperantina

A reportagem vai mostrar as péssimas condições das cadeias no Brasil

(Foto: Divulgação)
A equipe do Profissão Repórter esteve no Piauí, gravando uma reportagem na Penitenciária de Esperantina e a Colônia Agrícola Major César, para a edição sobre as doenças nos presídios do Piauí. O programa vai ao ar na noite desta quarta-feira (07), depois do futebol e vai mostrar as péssimas condições das cadeias no Brasil.

(Foto: Kléber Oliveira/RevistaAZ)
No Piauí, nas duas unidades prisionais, os apenados que apresentaram um alto grau de sintomas de escabiose, patologia causada por ácaros conhecida popularmente com sarna. A Secretaria de Justiça e a Secretaria de Saúde do Estado já iniciaram o tratamento de detentos das penitenciária afetadas pelo surto.

O repórter Estevan Muniz esteve em dois presídios
do Piauí (Foto: Profissão Repórter)
A epidemia foi denunciada pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi). De acordo com o sindicato, superlotação é uma das principais causas da epidemia nos presídios. No presídio de Esperantina a capacidade é de 157 e são cerca de 400 presos.
Os locais foram visitados pelo repórter Estevan Muniz.
Revista Az

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.