Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Aparições de Nossa Senhora em Fátima completa 100 anos em 2017

O centenário das aparições da santa na cidade de Fátima, em Portugal, será celebrado com missas, orações e procissões em muitos lugares do Brasil e do mundo.

Neste sábado (13), o mundo celebra os 100 anos de aparições de Nossa Senhora de Fátima, na Cova da Iria, em Portugal.

Muitas paróquias esperam receber centenas de fiéis neste final de semana, inclusive a Paróquia de Santa Luzia em Luzilândia. Muitos vão para agradecer, pedir ou, ainda, fazer promessas.
Foto: Reprodução
A aparição

No dia 13 de maio de 1917, três crianças, Lúcia, Jacinta e Francisco,   disseram ter visto um clarão com a imagem da Santa. Eles tinham assistido a missa no interior de Fátima, em Portugal. 
Nossa Senhora de Fátima foi ao encontro das crianças trazer uma mensagem de paz, para que o povo rezasse mais e para que as Guerras terminassem. Naquele mesmo ano a Santa apareceu por outras 5 vezes, sempre no dia 13 de cada mês. Assim, ela se tornou a Santa Milagrosa.
Registro dos três pastorinhos que avistaram a Virgem Maria em 1717 Foto: Reprodução


Cem anos de devoção popular  


No dia 13 de maio de 1917, três pequenos pastores com idades entre 7 e 10 anos disseram ter visto a Virgem Maria em cima de uma azinheira um Cova da Iria, na época um terreno pedregoso próximo à localidade de Fátima. Esta "mulher mais brilhante que o sol" apareceu em outras cinco ocasiões nos meses seguintes.

A emoção provocada pelo anúncio levou entre 50.000 e 70.000 pessoas a se reunir em Cova da Iria durante a última aparição, em 13 de outubro, quando ocorreu um fenômeno meteorológico raro descrito como "o milagre do sol".

A devoção à Nossa Senhora de Fátima, que a Igreja não autorizou oficialmente até 1930, foi marcada por intensas manifestações de fé. Para expiar os pecados ou agradecer à Virgem pela ajuda prestada aos fiéis com problemas de saúde, amor ou dinheiro, muitos peregrinos caminham até Fátima durante vários dias e percorrem de joelhos o caminho que leva até a Capela das aparições, de centenas de metros.

Três pastores, dois santos 

Neste sábado, o papa Francisco presidirá a cerimônia de canonização de dois dos pastores que disseram ver a virgem: Francisco Marto e sua irmã mais nova, Jacinta, que morreram de gripe espanhola em 1919 e 1920, aos dez e nove anos, respectivamente.

As duas crianças foram beatificadas por João Paulo II em Fátima em 13 de maio de 2000.

Sua prima, Lúcia dos Santos, a mais velha dos três pequenos pastores, que se tornou freira, viveu até os 97 anos. O Vaticano planeja beatificá-la desde 2008, três anos após sua morte.

Os restos dos três videntes descansam dentro da basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, que domina sobre a esplanada do santuário erguido em Cova da Iria.

“Fátima é sobretudo este manto de Luz que nos cobre”.

Nas palavras do Papa Francisco, este é o “crer e sentir de muitos peregrinos” quando se refugiam “sob a proteção da Virgem Mãe para lhes pedir, como ensina a Salve Rainha, ‘mostrai-nos Jesus’”.

Fonte: Com informações do Correio Brasiliense, e Diário de Santa Maria, Edição Ricardo Valle.

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.