Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Polícia Rodoviária Federal aponta redução de 22% no número de mortes nas rodovias federais do Piauí

A Polícia Rodoviária Federal no Estado do Piauí realizou levantamentos de dados operacionais relativamente ao período compreendido entre os anos 2007 e 2013. O resultado deste estudo aponta uma redução de 22 % no número de mortes nas rodovias federais do Piauí nos últimos dois anos.
O total de mortes é crescente até o ano de 2011, quando foram registradas 179 vítimas fatais no intervalo de janeiro a setembro, período considerado para a pesquisa. Em 2012 houve redução para 157 mortes, diminuindo mais uma vez para 139 em 2013.
Contrariando uma tendência determinada pela lógica, em 2012 e 2013 observou-se uma diminuição de 40 vítimas fatais nas BRs do Piauí. Por outro ângulo de avaliação, os números querem dizer que quarenta vidas foram preservadas da elevada mortandade produzida pela violência no trânsito.
O levantamento da PRF demonstra, também, que no mesmo período em que se registrou queda nas mortes por acidente de trânsito, houve crescimento das multas, especialmente aquelas relacionadas à embriaguez alcoólica. Mais motoristas embriagados foram retirados de circulação.
Em 2011, ano em que se registrou o maior número de mortes, foram aplicadas 33.208 multas de variados tipos. Nos anos de 2012 e 2013 estas multas somaram respectivamente 40.188 e 63.368. Portanto, os números revelam que, tendo como referência 2011, para uma redução de 22% de mortes, houve aumento de 90% na quantidade de infratores alcançados pela fiscalização.
Em relação aos flagrantes de embriaguez alcoólica, no ano de 2011, referência para pico no número de mortes, 436 motoristas foram surpreendidos dirigindo embriagados. Nos anos seguintes, 2012 e 2013, respectivamente, foram surpreendidos 576 e 847 motoristas que dirigiam sob efeito de álcool. Assim, os dois últimos anos contabilizam aumento de 90% nas multas por embriaguez.
Os números aqui apresentados sugerem que o aperto na fiscalização foi capaz de provocar queda nas mortes por acidente de trânsito nas rodovias federais no Piauí. Relevante a fiscalização da "Lei Seca" que implementou penas mais severas para os motoristas que dirigem alcoolizados.
Este ano, superando os 898 de todo o ano de 2012, já são 950 flagrantes de condutores de veículos automotores dirigindo depois de haverem consumido bebida alcoólica. 42% deste total, ou 407 ocorrências, verificaram-se na região de Parnaíba, onde está situada uma Delegacia PRF. Por esta razão, as rodovias federais que cortam o litoral e região completaram no último dia 30 de outubro, 100 dias sem acidente com vítima fatal.
Outro dado muito importante diz respeito ao município de Picos. Em 2012, no mesmo período da pesquisa em análise, janeiro a setembro, houve registro de 22 mortes nas rodovias federais que passam por este município. No ano de 2013, repetindo o período pesquisado, há registro de apenas 01 morte. No mesmo intervalo avaliado, as multas passaram de 8.703 em 2012 para 13.754 em 2013, representando aumento da ordem de 58%. Os flagrantes de motoristas bêbados cresceu 19%, passando de 67 em 2012 para 80 em 2013.
Atuais

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.