Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Escolhendo a escolinha do bebê

Atualizados
Dicas do que observar quando for se decidir pela escolinha ou berçário em que o seu bebê vai passar a maior parte do dia
Você voltou a trabalhar e optou por deixar o bebê em uma escolinha. Muitas mães fazem isso e, embora a separação seja dolorosa, a escolha pela escola é uma boa ideia. “As crianças em escolinhas ou berçários se desenvolvem mais rápido, têm maior socialização e aprendem a falar antes”, afirma Marcelo Reibscheid, médico pediatra do Hospital São Luiz, em São Paulo. Segundo o especialista, a escolinha é também um ambiente mais seguro, já que muitos pais estão entrando e saindo para pegar seus filhos e podem denunciar qualquer eventual irregularidade. E, para evitar esse tipo de situação, é importante também que os pais saibam selecionar o ambiente em que os filhos vão passar grande parte do seu dia. Para começar a busca, peça indicações a amigas e parentes que têm filhos pequenos. Isso sempre ajuda. Depois, visite a escolinha e repare se o ambiente é agradável e arejado; se a limpeza é uma preocupação; e se os profissionais ali parecem satisfeitos e felizes. Se quiser, converse com uma ou duas mães na hora da visita e faça perguntas diretas – afinal, é o seu tesouro que irá ficar ali! De acordo com Conselho Nacional de Educação, cada “professor” deve cuidar, no máximo, de seis a oito crianças de até dois anos. No berçário, prefira os que possuem uma pessoa para cada três bebês, pois eles dão mais trabalho que as crianças mais crescidinhas. Observe também se os brinquedos que estão ali são para a idade das crianças e se elas não se misturam com outros alunos mais velhos. A escolinha deve ter estrutura para as crianças. Repare se possui escadas e se estas estão fechadas com portões – isso é essencial para a segurança do bebê. A limpeza é também um item importante. Os funcionários devem usar uniformes limpos e lavar as mãos com frequência, para diminuir a incidência de doenças (embora elas sejam inevitáveis, especialmente os resfriados). Brinquedos precisam ser higienizados semanalmente e os colchões para sonecas, todos os dias. Por fim, atente para a distância entre o local e a sua casa e o preço. Nem sempre as escolinhas mais caras são as melhores; por isso, comece a pesquisa ainda quando estiver de licença. E a escolinha deve ser perto da sua casa ou no trajeto para o trabalho, pois percorrer caminhos longos demais, especialmente com um bebê chorando, pode ser traumático para você e seu filho.

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.