Header Ads

“Por muitos anos, vimos os jornalistas brasileiros lidarem com várias questões relativas à insegurança, que vão desde grupos criminosos que tentam silenciá-los até empresários e autoridades públicas corruptas que discordam com aquilo que eles reportam”

- Hannah Storm, diretora do International News Safety Institute (INSI)

Avião cai no aeroporto de Teresina e pega fogo; 4 morrem carbonizados

Um avião monomotor caiu no aeroporto Petrônio Portella, zona Norte de Teresina (PI) no início da noite desta segunda-feira (16). O veículo pegou fogo na queda. Quatro pessoas morreram.
Os familiares dos primos Guilherme Rodrigues, 21 anos, e Marcos Ronald Sousa Sá, que estariam na aeronave, foram para o IML de Teresina para fazer a identificação dos corpos. A mãe de um deles estava desesperada, não conseguia andar de tão nervosa e teve que ser levada nos braços. Ela gritava: "Meu Deus traga meu filho".
Guilherme Rodrigues era estudante do curso de aviação. Já Marcos Ronald estaria apenas acompanhando o primo.
Dois ocupantes do avião já foram identificados. Entre as vítimas está o piauiense Marcus Escórcio, que estaria se formando na terça-feira, fazendo seu primeiro voo solo. No voo também estava o instrutor Rodrigo Viana.
Na frente do aeroporto, amigos e alunos das vítimas acompanham as buscas. Foi confirmado que o acidente envolveu Cessna 172, um monomotor do aeroclube do Ceará.
Um carro do Instituto Médico Legal chegou ao aeroporto às 20h45 para levar os corpos, que ainda não foram oficialmente identificados. Cerca de 15 minutos depois, as vítimas começaram a ser retiradas para serem levadas ao IML.
A Polícia Militar foi acionada para ajudar no isolamento do local, que passou a ser visitado por muitos populares.
O avião do Ceará fazia treinamento em Teresina (PI) com quatro pessoas. O Cidadeverde.com obteve informações de que a explosão aconteceu após o avião perder o controle e bater no chão.
A aeronave ficou destruída. O fogo no local já foi contido. Não há sobreviventes e os corpos serão levados para o Instituto Médico Legal de Teresina.
Aeroporto: IML identifica um dos corpos; Perícia é retomada

Peritos do Instituto Médico Legal já identificaram um dos quatro corpos da tragédia no Aeroporto Petrônio Portella em Teresina. O estudante de aviação Guilherme Rodrigues, 21 anos, estava com os documentos junto ao corpo. Outros testes devem ser realizados para confirmar a identificação.
Os quatro jovens participavam de uma aula de instrução de voo noturno quando foram vítimas de acidente com o avião monomotor que estavam na noite de ontem, por volta das 18h20. A aeronave teria perdido o controle e caído de bico no chão explodindo em seguida.
O resgate dos corpos aconteceu por volta das 21h30 e encaminhados para o IML totalmente carbonizados. Os trabalhos no Instituto foram até as 4h desta madrugada (17) e retomado nesta manhã.
A previsão é de que os corpos só sejam liberados a partir de meio dia. O protocolo que deve ser seguido inclui identificação através da roupa, depois através de documentos, em seguida impressões digitais, arcada dentária e, se necessário, exame de DNA.
A Polícia Federal esteve, ainda na noite de ontem, no IML para auxiliar nas perícias. O inquérito está sob a responsabilidade do 7° Distrito Policial, cujo titular é o delegado Jorge Ferreira.
Familiares e amigos já começam a retornar ao IML para acompanhar o trabalho da perícia. Falta ainda a identificação dos corpos de Marcos Escócio (professor de física piauiense, 27 anos, que se formaria hoje e deixou a esposa grávida), Marcos Ronald Sousa Sá (estava na aeronave apenas acompanhando o primo, Guilherme) e Rodrigo Viana Moraes (o instrutor de 26 anos, natural de Minas Gerais, contratado pelos alunos).
Dados da Infraero apontam que 53 acidentes foram registrados no país, somente em 2013, envolvendo aviões de pequeno porte e helicópteros.
Fonte: Imperial Fm

Nenhum comentário

Comente mas não aumente

Todos os direitos autorais reservados a Ricardo Valle. Tecnologia do Blogger.